O livro “A Guerra dos Tronos” foi lançado em 1996. De lá para cá, a saga “As crônicas de gelo e fogo” já rendeu cinco livros, milhões de leitores obcecados, três temporadas completas de uma série de TV da HBO, e muitas dúvidas sobre como vai terminar a história. Afinal, o autor dos livros e produtor do seriado, George R. R. Martin, não só é famoso por matar vários personagens, mas também por demorar horrores para publicar os livros – ele disse que a história termina no sétimo volume, mas nunca se sabe… Nas últimas semanas, foram divulgados alguns capítulos do sexto livro, chamado “The Winds of Winter” (algo como Os ventos do Inverno, mas ainda sem tradução oficial). Além disso, a quarta temporada do seriado estreou no último domingo (6). Empolgados com as novidades, fizemos uma ronda nas principais teorias criadas pelos fãs da série sobre o futuro dos personagens. Se você não leu todos os livros, já aviso, SPOILERS a frente. Leia por sua conta a risco as 5 teorias mais defendidas entre os fãs de Game of Thrones.

1. Jon Snow não é bastardo de Ned Stark

Ygritte diria que Jon Snow não sabe nada. Se essa teoria estiver certa, ele está, de fato, completamente alheio à sua verdadeira história. E todos nós também. Até o momento, todos conhecem Jon Snow como membro da Patrulha da Noite e filho bastardo de Ned Stark, que sempre se recusou a revelar quem seria a mãe do jovem. Segundo essa teoria, Ned – que sempre foi um homem muito honrado e, com esse perfil, dificilmente trairia sua esposa e teria um filho fora do casamento – na verdade inventou a história para proteger o filho de sua irmã, Lyanna, com Rhaegar Targaryen, filho do rei. Para quem não se lembra, Robert Baratheon iniciou uma rebelião contra os Targaryen depois que Rhaegar supostamente sequestrou Lyanna, que era noiva de Robert. E foi isso que deu início à disputa de tronos em Westeros que dura até hoje.
Para muitos leitores, não foi sequestro. Na verdade Lyanna e Rhaegar, se apaixonaram e fugiram juntos. Durante a revolução, Lyanna engravidou. Depois do nascimento do bebê, a jovem Stark foi encontrada por Ned à beira da morte. Ela o teria feito prometer que não contaria para ninguém sobre esse filho, descendente das Casas Targaryen e Stark, uma vez que Robert desejava matar qualquer membro da Casa do Dragão. Há várias pistas que confirmariam tal teoria, tanto no livro, quanto na série. A principal é como Ned se sente atormentado por uma certa promessa que fez a irmã no seu leito de morte, assim como o fato de ele se referir a Jon Snow como “seu sangue” e não como seu filho. Além, claro, de sua recusa em comentar sobre quem seria sua suposta amante e mãe do bastardo.

2.Tyrion não é filho de Tywin

O anão Tyrion é um dos personagens mais queridos das “Crônicas de gelo e fogo”. Sua esperteza e história de rejeição com a sua família, os impiedosos Lannister, é interessante e comovente. Seu pai, Tywin, e sua irmã, Cersei, o odeiam profundamente. A explicação dada até o momento vai além do fato de Tyrion ser um “anão monstruoso” que envergonha para a família. A Sra. Lannister, muito amada pelo marido, morreu ao dar a luz ao personagem vivido na TV por Peter Dinklage.
Entretanto, muitos fãs acreditam que a razão para esse ódio seria o fato de Tyrion ser, na verdade, filho do Rei Louco, Aerys Targaryen, que teria estuprado Joanna Lannister. Eles baseiam essa teoria no fato dos livros já terem citado uma certa afeição (para não dizer obsessão), de Aerys com Joanna. Ele chegou a tentar se aproveitar da mulher na noite de núpcias dela com Tywin. Além disso, segundo a descrição de Tyrion nos livros, ele teria um cabelo loiro quase branco, a tonalidade típica dos Targaryen, não dos Lannister. Não é uma teoria com muitos argumento sólidos, mas seria boa para justificar a próxima na lista.

3. Melisandre está errada sobre Stannis

Melisandre acredita que Stannis Baratheon é o Azor Ahai, ou “O Príncipe que foi prometido”. Para quem não sabe ou não se lembra, Azor Ahai foi um herói que derrotou os Outros com sua espada de fogo, a Luminífera. De acordo com uma profecia, Azor Ahai deveria ressurgir para enfrentar esses zumbis e salvar Westeros da escuridão e do terror. Segundo as previsões: “Quando a estrela vermelha sangrar e a escuridão aproximar-se, Azor Ahai irá renascer no meio do fumo e sal e acordar os dragões feitos de pedra”. Bom, qualquer um que acompanha a série consegue perceber que tal profecia se parece bem pouco com Stannis, e ao mesmo tempo, tem tudo a ver com Daenerys. Afinal, foi ela que renasceu das cinzas juntos com três dragões que estavam num ovo de pedra numa noite em que um cometa vermelho cruzou o céu.
Outra opção para o “prometido” seria Jon Snow, que também poderia ser filho de Rhaegar. A justificativa para tal sugestão vem de uma visão que Daenerys tem na Casa dos Imortais. A mãe dos dragões vê seu falecido irmão nomeando seu filho recém-nascido como Aegon, dizendo que aquele é o “Principe que foi Prometido”.
Porém, para complicar mais a teoria, nessa mesma visão, Dany vê Rhaegar dizendo que “O dragão deve ter três cabeças”, o que poderia sugerir que o tal Azor Ahai poderia ser não uma, mas três pessoas – que comandariam os três dragões. As apostas para esses três seriam Daenerys, Jon Snow e Tyrion Lannister (caso ele seja mesmo um Targaryen) ou Aegon Targaryen, personagem que surgiu no quinto livro e é tema da próxima teoria.

4. Jaime Lannister vai matar Cersei

Essa é uma das minhas teorias favoritas. No quinto livro, Cersei fala sobre algumas profecias que ouviu sobre sua vida quando era adolescente, feitas por Maggy, a Rã. A feiticeira previu o casamento e a relação infiel de Cersei com o Rei Robert. O problema foram as duas outras previsões, que ainda não se realizaram, mas atormentam muito a rainha Lannister.
Uma delas previa que os três filhos de Cersei seriam coroados reis e rainha, mas logo morreriam. E que uma rainha mais jovem e mais bela (Branca de Neve feelings) tomaria tudo o que a filha de Tywin ama. Cersei supôs que essa usurpadora seria Margaery Tyrell. Mas se você pensar, poderia muito bem ser Daenerys. Por fim, a bruxa Maggy afirmou que Cersei morreria pelas mãos do “valonqar”. Tal palavra significa “irmão mais novo”, o que levou a Lannister a interpretar que seria assassinada por Tyrion. Porém, Jaime, seu gêmeo e amante, também é mais novo do que Cersei. E ultimamente Jaime não anda muito feliz com o comportamento da irmã. Seria uma reviravolta e tanto se fosse ele o dono das mãos, uma delas de ouro, que matam a rainha.

5. O retorno triunfal de Jaqen H’ghar… ou seria Syrio Forel?

Quem não adorava Syrio Forel, o esgrimista de Bravos, que ensinava Arya a usar a espada no primeiro livro? Na última vez que vimos Forel, ele estava lutando com vários guardas Lannister para salvar sua pupila, que fugiu acreditando que seu mestre havia morrido. Acontece que essa morte nunca foi mostrada objetivamente, o que levantou dúvidas dos leitores. Corta para Arya já fugitiva, vestida de menino, conhecendo o misterioso Jaqen H’ghar, um homem capaz de mudar a própria face. Coincidência: assim como o professor de “dança”, Jaqen também vem de Bravos. Além de saber que Arry é na verdade Arya Stark, ele dá a ela a uma moeda e as palavras “Valar Morghulis”, que significam “todos os homens devem morrer”. Antes de partir, Jaqen muda de rosto na frente de Arya, que descreve cabelos negros, nariz adunco e uma cicatriz.
As mesmas palavras aparecem no prólogo do quinto livro, quando um noviço da Cidadela é morto por uma homem com essas características. Depois, no último capitulo de “A dança dos dragões”, o jovem morto reaparece como se nada tivesse acontecido. Isso nos leva a crer que Jaqen, capaz de mudar de face, tomou seu lugar. Faz sentido, né?

Adaptado de Super interessante

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top