Desde a invenção do cinema, os fãs de filmes têm se divertido com a capacidade da sétima arte de trazer de volta à vida tempos remotos de nossa História. Para muitas pessoas, mencionar um período histórico traz cenas de filme à mente, desde os filmes de faroeste de John Wayne até Russell Crowe interpretando um gladiador romano ou Kiera Knightley como uma dama à moda antiga.

Infelizmente, a versão de Hollywood da História e dos fatos muitas vezes pode ser um pouco diferente. Aqui estão alguns dos mais comuns mitos históricos espalhados por filmes.

1 - O Titanic era inafundável

Muitos filmes se basearam na história do Titanic, incluindo um dos filmes mais populares de todos os tempos, a versão de James Cameron, que em 1997 bateu inúmeros recordes. A maioria desses filmes usa a ironia do navio "inafundável" ser afundado em sua viagem inaugural.

Há apenas um problema: a White Star Line não afirmou que o navio fosse inafundável. Como acontece com muitos mitos históricos, esse resulta de roteiristas que precisam criar uma narrativa caótica e insatisfatória de um evento histórico.

2 - O gatilho do oeste selvagem

O Western prospera em contos de violência. Um observador do Oeste poderia ser perdoado por pensar que os estados de Texas e Arizona do século XIX eram lugares onde eram realizadas frequentemente disputas rápidas com pistolas. No entanto, mesmo as cidades de fronteira mais duronas tinham relativamente poucos tiroteios.

Incidentes como o tiroteio no OK Corral, onde três homens foram mortos, são famosos precisamente porque eram raros. Sendo justo com Hollywood, este é um verdadeiro mito do século XIX. Escritores contemporâneos exageraram as contagens de corpos de pistoleiros como Billy the Kid e Doc Holliday para tornar seus livros mais emocionantes.

3 - Flechas flamejantes

As cidades medievais eram feitas principalmente de materiais combustíveis como madeira e palha. Como resultado, o fogo representava um grande perigo e muitos exércitos medievais usavam flechas flamejantes ou outros projéteis para tentar queimar as cidades inimigas.

Os filmes, no entanto, parecem sugerir que flechas flamejantes eram armas comuns nas batalhas, bem como os cercos. Isso pode ser porque as setas iluminadas parecem mais impressionantes na tela. Na realidade, as pontas de ferro afiadas das setas eram mortais o suficiente para que os arqueiros não precisassem desperdiçar seu tempo colocando fogo nelas.

4 - Vikings com capacetes de chifres

Caçadores, mercadores e exploradores que navegaram ao redor das costas da Europa e do Atlântico para a América, os Vikings são grandes heróis e vilões de filmes de aventura. Infelizmente, os capacetes com chifres, retratados em muitos filmes - incluindo clássicos de Hollywood e blockbusters recentes - são uma invenção. O único capacete Viking conhecido por arqueólogos, o capacete Gjermundbu, tem uma coroa redonda simples, enquanto a arte Viking retrata outros capacetes com forma cônica.

5 - Os americanos se metem em todos os lugares

Uma das peças mais comuns de intromissão em história de filmes é a inserção frequente de um ponto de vista americano.

Isso geralmente acontece porque os estúdios de Hollywood acreditam que o público americano pode não curtir filmes sobre protagonistas que não sejam americanos. O exemplo mais notório é U-571, um filme em que uma equipe americana é mostrada como responsável pela captura de Enigma, uma máquina de código alemão. A ironia desse tipo de representação é que reais contribuições feitas pelos estadunidenses são muitas vezes descartadas como fantasia hollywoodiana.

Adaptado de eHow

2 comentários:

  1. Amigo, sobre o primeiro filme, "Titanic", algo não está bem. No filme essa frase só é utilizada como que proferidas por personagens em conversas. Modo de mostrar que, mesmo a Whute Star Line nunca usando o termo, a mídia em geral e a população, acreditavam que o Titanic e seu navio irmão, o Olimpic, eram inafundáveis. Os cartazes da WSL diziam, de fato, "praticamante insubmergível". Acerto, e não erro do filme.

    ResponderExcluir
  2. Então é por isso que os irmãos White são considerados os inventores do avião. Pois sempre tem que ter americano na história. Seeeei, Além de não saberem quase nada de seu país , ainda são egocêntricos.

    ResponderExcluir

 
Top