Companhia perfeita dos cinemas, a pipoca está presente em praticamente o mundo inteiro. Doce, salgada, com sabores e formatos inusitados, é uma iguaria simples, leve e, dependendo do tempero que tenha, saudável.

Confira a seguir 5 curiosidades super interessantes sobre ela.

1 - Um estouro

O milho se transforma em pipoca porque os grãos de milho armazenam água na parte interna. Com o calor, essa água evapora, fazendo com que a casca do milho estoure e o grão se torne uma massa de amido e fibras — que é a pipoca.

2 - Coisa antiga

A origem exata da pipoca é desconhecida. O que se sabe é que, muito antes de Colombo descobrir a América, os índios do norte do continente já comiam pipoca. Eles começaram a fazê-lo com a espiga inteira colocada num espeto e levada ao fogo. Depois, passaram a jogar os grãos soltos diretamente em fogo baixo. Havia um terceiro método, mais sofisticado, que consistia em cozinhar o milho numa panela de barro cheia de areia quente.

3 - Big

A maior bola de pipoca do mundo tinha 3,66 metros de diâmetro e pesava cerca de 2,27 toneladas. A receita levou mais de 900 kilos de milho, 18 toneladas de açúcar, 1.060 litros de xarope de milho e mais de 1.500 litros de água.

4 - Benefícios para a saúde

Pipoca estourada no ar quente é um lanche saudável, contendo apenas 31 calorias por xícara, e menos que 0,5 gramas de gordura total. Isso é uma ótima notícia, pois há mais de 1600 grãos em uma xícara.

5 - No microondas

A pipoca de microondas apareceu na década de 1940. Só na década de 1990, sua produção gerava vendas anuais de 240 milhões de dólares nos Estados Unidos. O Brasil tem o segundo mercado de pipocas de microondas do mundo, com um consumo de 70 mil toneladas anuais. Perde apenas para os Estados Unidos, onde são consumidas 400 mil toneladas no período.

Adaptado de Guia dos Curiosos

1 comentários:

 
Top