Lgotipos estão em todas as partes na vida moderna. Em nosso dia a dia convivemos com centenas deles e, muitas vezes, nem sequer prestamos atenção em seus detalhes. Muitos desses símbolos de marcas apresentam histórias muito interessantes por trás de sua concepção.

Confira abaixo algumas delas, de acordo com o site TopTenz:

1 - Domino’s Pizza

A rede americana Domino’s Pizza teve início em 1960, quando Tom Monaghan e seu irmão, James, adquiriram uma pequena pizzaria chamada DomiNick’s na cidade de Ypsilanti, no Michigan. Depois de alguns anos de trabalho e crescimento, em 1965, Tom abriu mais duas filiais. Ele queria que elas tivessem o mesmo estilo, mas estava incerto sobre o nome.

Foi quando ele rebatizou a loja como Domino’s pela sugestão de um funcionário que fazia entregas. O logotipo da empresa originalmente tinha três pontos, representando as três lojas em 1965. A intenção original de Tom era adicionar um ponto no logotipo da empresa por cada nova loja aberta.

No entanto, depois de apenas um ano que ele abriu o negócio para franquias, foi forçado a abandonar essa ideia de adicionar os pontos no logotipo porque se tornou impraticável devido ao rápido crescimento da rede e expansão das lojas. A Domino’s Pizza abriu sua primeira franquia local em 1967 e, em 1978, a empresa expandiu para 200 lojas.

Hoje, a logo tem três pontos para representar as três lojas originais abertas sob gestão de Tom. O negócio se desenvolveu e atualmente a rede é a segunda maior nos Estados Unidos (depois da Pizza Hut), mas é a maior no mundo no segmento de pizzas, com mais de 10 mil lojas corporativas e franqueadas. O Brasil, inclusive, tem lojas em algumas cidades. A marca se tornou muito conhecida mundialmente.

2 - Chupa Chups

A marca espanhola de pirulitos Chupa Chups foi fundada por Enric Bernat, em 1958, e atualmente é propriedade da multinacional italiana Perfetti Van Melle. Desde a sua fundação, a marca criou uma forte presença comercial mundial nesse segmento, tornando-se até sinônimo da guloseima na Espanha.

A marca é fortemente identificada pelo seu logotipo, que foi introduzido em 1969 e se mantém praticamente inalterado desde então. Afinal, como mexer em um design criado pelo gênio da pintura Salvador Dali? Isso mesmo, o mesmo homem que pintou os relógios derretendo, sendo o ícone do surrealismo, criou também o logo do Chupa Chups.

Dali era amigo do fundador da empresa, Enric Bernat, e criou o logotipo em menos de uma hora, enquanto os dois almoçavam. Apesar de parecer simples para os padrões de Dali, a sua dica mais preciosa foi sugerir que ele fosse colocado no topo do pirulito, e não nas laterais, garantindo que ficasse bem visível.

3 - Starbucks

A rede de cafeterias Starbucks é uma empresa norte-americana com sede em Seattle, Washington. Atualmente, ela tem mais de 21 mil lojas em 63 países, incluindo o Brasil.

O nome da empresa foi inspirado pelo personagem Starbuck do livro Moby Dick, assim como por um campo de mineração no Monte Rainier, Starbo ou Storbo. Seu famoso logotipo apresenta uma sereia com duas caudas, mas de forma estilizada. Porém, nem sempre foi assim.

O logo, que teria sido inspirado em uma xilogravura do século XVI, sofreu alterações consideráveis ao longo dos anos. No logotipo original da Starbucks, a partir do qual foram baseados todos os logotipos subsequentes, a sereia tinha seus seios totalmente à mostra e as duas caudas eram apresentadas inteiras.

Em uma segunda versão, os seios da sereia foram cobertos com os seus cabelos e parte das caudas foi eliminada, mas o umbigo continuava visível. Já na versão mais atual, e que se tornou tão conhecida no mundo inteiro, os seios e o umbigo não são visíveis e só aparecem as pontas das caudas nas laterais.

De acordo com o TopTenz, a Starbucks tem tanto receio de que a imagem original seja ofensiva atualmente que, em 2008, quando a empresa lançou copos "vintage" que ostentam seu logotipo original, ela editou os seios da sereia para que não ficassem tão visíveis e, mesmo assim, as pessoas reclamaram.

4 - McDonald’s

Quem não conhece o McDonald’s? A mais famosa rede de fast food do mundo está em todos os lugares, somando atualmente mais de 34 mil lojas em 120 países. Estamos acostumados a ver o “M” de arcos dourados de seu logotipo nos restaurantes da rede, em propagandas na TV, na internet e em vários lugares.

O curioso é que, apesar de a maioria das pessoas pensar que o grande M deriva do nome McDonald’s, essa não é a sua real origem. Na verdade, os arcos dourados são baseados naqueles que estavam presentes nos primeiros restaurantes da rede, que tinham esses artifícios em sua fachada para eles se destacarem em meio a outras lanchonetes das ruas e estradas.

A ideia de incluir os arcos pode ser creditada ao arquiteto Stanley Meston, que a propôs também como uma forma de apoiar uma maior cobertura para proteger os clientes, que estavam em filas ou com o carro, da chuva. Quando a rede decidiu repensar a marca em algum momento dos anos 60, foi decidido que os arcos se tornariam o símbolo de toda a marca.

5 - Apple

De acordo com o TopTenz, há muitos rumores sobre a forma como o logotipo original da Apple foi criado. O mais propagado deles é que a marca original da maçã colorida com uma mordida tenha sido uma homenagem ao matemático e cientista Alan Turing (1912-1954).

Turing se suicidou, possivelmente, por comer uma maçã envenenada com cianeto, depois de sofrer diversos tipos de preconceito e condenação por ser homossexual. Uma teoria afirma que a Apple escolheu a maçã como um tributo ao homem que é amplamente conhecido como "o pai da ciência da computação".

Apesar de ser uma boa história, parece que isso não passa de especulação. Primeiro porque a empresa foi nomeada como Apple simplesmente porque Steve Jobs achou que o nome soou como uma palavra interessante e agradável.

Não havia nenhum simbolismo ou alusões a Newton ou Turing quando Jobs pensou nela. Como é de conhecimento geral, Jobs era adepto de uma dieta à base de frutas e teria pensado que a palavra Apple soava divertida talvez até enquanto ele mesmo comia uma maçã. A ideia foi passada então para Rob Janoff, que fez o projeto do logotipo.

Rob afirmou várias vezes que nunca foi a intenção ser uma homenagem a Turing, Newton ou ao "fruto do conhecimento", como muitos afirmaram no passado. É apenas uma maçã. Quanto ao porquê de ela ter uma mordida, isso foi apenas para que as pessoas não a confundissem com uma cereja. Simples.

Adaptado de TopTenz

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top