É muito difícil encontrar uma pessoa que afirme não gostar de música. Felizmente, escutar música tem muitas vantagens além do óbvio prazer de ouvir um barulhinho bom e, dependendo da situação e do local, de dançar um pouco. O Mental Floss reuniu uma série de problemas que podem ser solucionados com a ajuda de uma boa música. Confira a seguir:

1 - Música ajuda no tratamento de pacientes que tiveram ataque cardíaco

Pessoas em recuperação depois de um ataque cardíaco ou de cirurgias cardíacas também estão entre os que devem ouvir música. Pesquisas já descobriram que a música tem o poder de diminuir a pressão sanguínea, diminuindo o número de batidas do coração e, consequentemente, a ansiedade.

Músicas funcionam como preventivos também, e no caso do coração, o que faz bem mesmo são sons calmos e tranquilos, que proporcionem boa sensação a quem os ouve. Músicas que nos acalmam e nos alegram melhoram a circulação sanguínea.

2 - A música certa pode melhorar seu desempenho esportivo

Um estudo realizado em 2005 no Reino Unido revelou que ouvir música durante treinos esportivos pode melhorar o desempenho de quem está praticando a atividade física. O ideal é ouvir músicas aceleradas durante treinos intensos e músicas calmas na hora dos alongamentos finais. Fica a dica para a sua playlist de academia.

3 - Música pode prevenir a perda de audição

Ouvir música pode fazer com que a saúde do seu ouvido fique em dia. Isso foi concluído depois que cientistas realizaram uma pesquisa com 163 adultos, sendo que 74 deles eram músicos. Todos participaram de uma série de testes musicais e, no final das contas, os músicos conseguem processar os sons de forma mais eficiente, em comparação aos outros voluntários, que não trabalham com música.

4 - Música faz bem a bebês prematuros

Crianças que nascem antes de o ciclo gestacional se completar geralmente sofrem com o baixo peso. Muitos hospitais costumam recorrer à música para acelerar esse processo de crescimento. Um grupo de pesquisadores canadenses já conseguiu provar que, de fato, a música reduz os níveis de dor e estimula o apetite em bebês prematuros.

Por causa disso, muitos hospitais apostam em músicas feitas com instrumentos que fazem um barulho parecido com as batidas cardíacas da mãe do bebê. Além de tudo, esse tipo de som é ótimo para que os bebês durmam melhor. Quando o assunto é ganhar peso, sabe-se que expor bebês prematuros às composições de Mozart ajuda e muito. E aí, você já tinha ouvido falar disso?

5 - Música estimula o crescimento de plantas

Não são apenas os bebês que se desenvolvem melhor quando escutam música. O mesmo acontece com algumas plantas. Quem explica melhor a relação entre uma coisa e outra é Dorothy Retallack, autora de um livro que defende a ideia de que plantas se desenvolvem melhor quando são expostas à música.

Para provar sua teoria, Dorothy observou o crescimento de dois grupos de plantas iguais: o primeiro ouvia rock e o segundo grupo, músicas mais calmas. A conclusão foi a de que as plantas que ouviram músicas calmas cresceram igualmente. Já as plantas que ouviram rock ficaram mais altas, mas com as folhas murchas.

Adaptado de Mental Floss

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top