Estatísticas nos mostram que, a cada três novos milionários, um perde tudo, provando que tão difícil quanto ganhar é manter. Acompanhe 5 casos onde isso é testado e comprovado.

1 - Loucura isso

Na década de 1960 ocorreu um caso curioso. Vivian Nicholson ficou conhecida por dizer a todo instante que iria “gastar”, “gastar” e “gastar”. Foi exatamente o que aconteceu. Perdeu tudo, mas antes sua vida se transformou em uma loucura: ela casou-se mais cinco vezes e ainda se transformou em alcoólatra. Em seguida, foi deportada para Malta, onde tentou sem sucesso o suicídio, culminando em uma internação em hospício. Hoje ela vive com uma pensão de 87 libras por semana.

2 - Dinheiro na mão é vendaval

Shefik Tallmadge é o nome da figura. Ganhou 6,7 milhões de dólares com um bilhete de última hora comprado a cinco dólares. Passou anos viajando pela Ásia e África, comprando carros caros e esportivos. Também investiu em imóveis e empresas. Porém, ele não optou pelas melhores escolhas, chegando ao zero em sua conta poucos anos depois.

3 - “13”

Em 1990, tivemos um caso interessante na Flórida (EUA). Roda Toth ganhou US$ 13 milhões na loteria e gastou tudo junto com o marido até serem processados por sonegação. Segundo a história, os dois foram encontrados na pobreza e ela fingiu ter esclerose múltipla para fugir da prisão. Porém, agentes federais conseguiram gravar imagens dela agindo normalmente, acarretando em dois anos de prisão e uma multa de 1 milhão de dólares para a Receita Federal dos EUA.

4 - Triste

Esse é um dos raros casos  em que o perdedor teve apenas boas intenções. Billie Bob Harrell teve uma história trágica. Sentiu-se extremamente pressionado a ajudar estranhos e ajudou, também doando boa parte à igreja e algumas instituições de caridade. Dois anos depois ele cometeu suicídio, e a família tenta descobrir até hoje como pagar os impostos devidos e onde está o (possível) resto da fortuna estimada. O prêmio foi de 31 milhões de dólares.

5 - Baiano é calmo, exceto para gastar

O baiano Antônio é o típico caso de ingenuidade. Ganhou 30 milhões de reais em 1983 — se hoje isso é muito, imagine na época. No dia seguinte ao prêmio, mudou-se para o hotel mais luxuoso de Salvador – BA, no auge dos seus 19 anos, e cedeu ao mundo. Morando na suíte presidencial e levando uma “garota” diferente a cada dia, o baiano “pegou” e “pagou” a cidade toda. Como ele mesmo diz: “Pensei que o dinheiro nunca fosse acabar”.                      

Adaptado de Mega Curioso

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top