Vários mitos do sono que você provavelmente já ouviu parecem lógicos em um primeiro momento. No entanto, quando os examinamos melhor, a maioria do que se escuta por aí passa longe da verdade.

Confira os fatos por trás de alguns destes mitos comuns, e durma melhor:

1 - Insônia é causada principalmente por pensamentos preocupantes e estresse

Estresse certamente não ajuda o sono, mas não é a única coisa que pode mantê-lo acordado à noite. A insônia tem muitas causas, incluindo tensão psicológica, maus hábitos (ou hábitos inconsistentes) de sono, dor física, síndrome das pernas inquietas, apneia do sono e muito mais.

A Academia Americana de Medicina do Sono sugere que as pessoas procurem ajuda quando a insônia persistir por mais de três semanas. A condição pode ser tratada com técnicas de relaxamento cognitivas, medicamentos ou por tratar condições subjacentes. É importante dar atenção ao assunto, já que dormir bem é essencial para a saúde.

Há uma abundância de mistérios não resolvidos sobre o sono, mas algumas das coisas geralmente aceitas cientificamente é que precisamos dormir o suficiente com regularidade, ficar física e mentalmente saudáveis, evitar luzes e equipamentos eletrônicos à noite, fazer exercícios físicos durante o dia e ter uma rotina noturna consistente – tudo isso nos ajuda a dormir melhor.

2 - Ler um livro ou ver TV é uma boa maneira de relaxar na cama e pegar no sono

Muitas pessoas têm dificuldade em deitar e cair imediatamente no sono, e acreditam que ver TV ou ler um livro enquanto descansam na cama é uma boa maneira de relaxar e ficar sonolenta.

Porém, pesquisas já deixaram claro que os televisores contribuem para problemas de sono por causa da luz e das distrações. Se você ler em um tablet, laptop ou smartphone, os mesmos fatores podem roubar seu sono.

Especialistas em sono geralmente recomendam que as pessoas não deitem até de fato sentirem sono. O ideal é associar o menor número de atividades possíveis com a sua cama. Em vez disso, leia ou assista TV em outro espaço até que você esteja pronto para dormir.

Usar pouca iluminação nas horas antes de dormir e tomar um banho quente também podem incentivar sonolência e ajudá-lo a relaxar.

3 - Contar carneiros ajuda a dormir

Todo mundo já ouviu falar que contar carneirinhos (ou quaisquer objetos monótonos) pode ajudá-lo a dormir. Porém, um estudo da Universidade de Oxford (Reino Unido) feito com pessoas que sofriam de insônia descobriu que, ao invés de incentivar o sono, contar carneirinhos na realidade atrasa o sono em comparação com outros métodos.

Os cientistas acham que a monotonia da contagem não é eficaz para impedir que as pessoas tenham outros pensamentos soltos, nem para bloquear sinais ambientais que podem manter as pessoas acordadas.

O que mais deu certo para proporcionar um sono rápido foi visualizar uma cena relaxante. Os participantes dormiram uma média de 20 minutos mais cedo usando a tática da visualização em relação a contagem de objetos ou a não fazer nada. Então, a não ser que você ache ovelhas particularmente relaxantes, é melhor imaginar uma vista bucólica, uma paisagem calma, uma casinha em uma montanha, etc, do que contar os bichinhos pulando uma cerca.

4 - Mudar de lado pode parar o ronco

Uma ideia comumente compartilhada é que, se você está roncando, basta rolar ou mudar de posição (ou fazer isso na pessoa que está roncando) para parar o barulho.

O ronco ocorre quando o fluxo de ar no nariz ou na garganta é interrompido, e há muitas razões para isso. As pessoas podem roncar por conta de alergias, sinusite, apneia do sono, fossas nasais estreitas, álcool, medicamentos e outros motivos.

É verdade que dormir de costas torna o ronco mais provável, mas ele nem sempre vai parar apenas por causa de uma mudança de posição. De fato, um estudo israelense com 2.000 roncadores descobriu que 46% deles não paravam de roncar ao mudar de posição, de dormir de costas para dormir de lado.

5 - Bebidas alcoólicas ajudam a ter um sono melhor

Você provavelmente já ouviu tanto elogios quanto advertências sobre beber álcool antes de dormir. As bebidas alcoólicas podem fazer com que as pessoas se sintam sonolentas ou mais relaxadas, por isso é fácil ver como esse mito nasceu. No entanto, o álcool funciona de maneira diferente dentro do corpo – ele na verdade prejudica o sono.

Estudos mostram que o álcool pode fazer com que seja mais fácil cair no sono, mas, em geral, reduz a sua qualidade, torna mais provável que você acorde durante a noite e reduz fases do sono REM e do sono de ondas lentas.

Adaptado de LifeHacker

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top