A lista que vamos apresentar mostra os 5 relógios mais caros que foram vendidos ou leiloados. Mas o que tornam estes relógios tão caros? Tudo depende de vários fatores, como o material que os fabricantes estão usando nos modelos.

Alguns são caros simplesmente porque eles são construídos com materiais extremamente caros. Outros tem o preço elevado por causa do tempo que levam para serem concluídos, ou mesmo a complexidade do projeto. Confira!

1 - Marie Antoniette, de Breguet – US$ 30 milhões

Antes de Abraham-Louis Breguet fundar sua relojaria em 1775, ele já possuia uma série de ligações com a alta sociedade, graças a sua aprendizagem e o tempo que era um estudioso de matemática. A maioria dessas conexões sociais foi feita com a família real francesa e, notadamente, com Maria Antonieta.

A rainha teria ficado fascinada com os relógios de Breguet. O conde Hans Azel von Fersen encomendou ao relojeiro um relógio que continha todas as funções conhecidas na época. Breguet começou a trabalhar no projeto em 1782, mas ele só foi concluído por seu filho em 1827, já que ele havia morrido, assim como Maria Antonieta e o conde von Fersen.

2 - 201-Carat, da Chopard – US$ 25 milhões

O segundo lugar da lista fica com um modelo da Chopard, uma relojaria criado pela fabricante suíça de relógios de luxo. O valor alto do produto não é especificamente por causa do relógio, mas o diamante de 201 quilates que o cobre.

No total, existem 874 diamantes que variam em cor e tamanho, sendo o maior um diamante rosa de 15 quilates. Os três maiores diamantes em forma de coração estão ligados a um mecanismo de mola que abre como pétalas de uma flor para revelar a face do relógio.

3 - Supercomplication Pocket Watch, de Philippe e Graves Jr. – US$ 24 milhões

Em 1925, um relojeiro e banqueiro aficcionado chamado Henry Graves Jr. encomendou a Patek Philippe um relógio de bolso único. A tarefa nasceu de uma competição entre Graves e o fabricante de automóveis James Ward Packard sobre quem teria o relógio mais complicado já feito.

Oito anos mais tarde, o relógio estava pronto. O que Philippe havia criado para Graves era um produto feito à mão, definido como “ultracomplicado”. Ele tem mais de 24 funções, incluindo um calendário perpétuo, o céu da noite de Nova York, as fases da lua, uma reserva de energia e indicadores de nascer e pôr do sol. O produto foi vendido no ano passado por 24 milhões de dólares em um leilão.

4 - Calibre 89, de Patek Philippe – US$ 6 milhões

A maioria dos relógios milionários de Patek Philippe são antigos. Não é o caso deste modelo de 1989, criado pela marca de relógios da suíça para comemorar o seu aniversário de 150 anos. A empresa chamou o produto de “relógio mais complicado do mundo”.

Ele tem 18 complicações (na verdade, recursos), e dois lados. Além das habilidades normais, ele também oferece termômetro, indicador de nascer e pôr do sol, cronômetro, indicador das fases da lua e calendário completo, com dias, meses e anos. O relógio levou nove anos de pesquisa, desenvolvimento e fabricação para ficar pronto. Foram produzidas quatro unidades.

5 - Big Bang, da Hublot – US$ 5 milhões

Piaget nos ensinou que, se você quer aumentar o valor de um relógio, é preciso colocar muitos diamantes sobre ele. Essa é uma fórmula que a Hublot seguiu com fidelidade. O modelo Big Bang, por exemplo, é um relógio cravejado por milhares de pedras preciosas, tornando-o um modelo imponente.

O resultado é um relógio com 1.282 diamantes cortados de forma precisa. O preço final do produto é de cinco milhões. O valor é muito para maioria de nós, mas não para cantora americana Beyonce, que comprou um para o marido, Jay-Z, em comemoração ao seu aniversário de 43 anos.

Adaptado de Tecmundo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top