Culturas diferentes muitas vezes significam costumes diferentes, e o que é educado em um lugar pode não ser em outro. Confira 15 dicas para não bancar o turista ofensivo:

Obs.: Algumas dessas informações não são “preto-no-branco”. Em alguns casos, pode ser que as pessoas não considerem ofensivo seu gesto, mesmo que tradicionalmente a cultura do país não o aprove. Ao mesmo tempo, alguns costumes existem apenas para demonstrar boa vontade, mas não devem ser levados ao pé da letra.

1 - Apertos de mão usando apenas um braço em partes da Ásia

Mesmo algo aparentemente tão inócuo como um aperto de mão pode causar ofensa ao redor do mundo – basta perguntar a Bill Gates. Em 2013, ele causou indignação na Coreia do Sul quando apertou a mão do presidente com a mão direita, enquanto a esquerda ficou no bolso. Foi uma ação julgada como rude, desde o costume dita que é respeitoso a mão esquerda apoiar o braço direito durante a saudação. Deixar a mão no bolso pode ser ainda mais agravante do que não usá-la no aperto de mão.

2 - Não arrotar após a refeição em partes da Ásia e do Oriente Médio

Arrotos depois de devorar uma refeição no mundo ocidental é algo que normalmente só é incentivado em bebês e considerado muito mal educado por parte dos adultos. Na mesa de jantar em partes da Ásia e do Oriente Médio, esse estigma não existe. É na verdade uma forma de mostrar que você gostou da comida, e a relutância em arrotar pode ser interpretada como um insulto ao chef.

3 - Fazer um elogio em alguns países árabes e partes da África

Durante uma visita a lares em alguns países árabes e partes da África, tome cuidado ao elogiar os pertences do seu anfitrião. A norma dita que ele deve te oferecer o item que você está admirando. No caso, também é educado recusar. Afinal de contas, se você começar a elogiar tudo só para poder levar os produtos para casa, certamente nunca mais será convidado para ir à casa dessa pessoa.

4 - Dar gorjeta depois de uma refeição em um restaurante japonês

Gorjeta é a norma nos EUA – se você não deixar nada para quem te atendeu em um restaurante, vai ser muita falta de educação. Por outro lado, o contrário é verdade no Japão. O gesto é visto como inútil na melhor das hipóteses, e como um insulto na pior das hipóteses – já que o valor do serviço está incluído na conta e os garçons devem desempenhar sua função com elevados padrões independentemente de obterem esse incentivo financeiro extra.

5 - Cumprimentar os amigos do seu marido na Arábia Saudita

Quando você encontra um amigo de seu marido na rua, o cumprimenta, certo? Na Arábia Saudita, no entanto, a mulher deve evitar cumprimentar os amigos do sexo masculino do seu marido, a menos que seu cônjuge esteja presente. Não seguir esse costume é mais do que rude – entra nos reinos da depravação, e a mulher pode até ser presa como resultado.

Adaptado de Scribol

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top