Os cães são os melhores amigos do homem, mas será que os homens são os melhores amigos dos cães? Você sabia que existem comportamentos seus que eles detestam? Pois é, leitores, nem sempre é fácil agradar o seu filhote da maneira correta.

E se você vai passar até 15 ou 20 anos com esse cãopanheiro, é bom você aprender algumas dicas de adestramento – para adestrar você, é claro. Entendendo algumas características dos cachorros, você e seu fiel escudeiro terão uma relação ainda mais harmoniosa.

Descubra 5 coisas que você faz e seu cãozinho detesta:

1 - Carinhos na cara e na cabeça

Tapinhas na cabeça e carinho no rosto do cachorro? Esses são outros tipos de afeto aos quais eles não estão preparados. Alguns cães podem até tolerar esse tipo de comportamento por vocês serem os donos deles, mas a maioria vai preferir muito mais se o afago for em suas costas deslizando até perto da cauda.

2 - Conversa por palavras

Você está acostumado a conversar com seu cachorro? Então deve imaginar que ele não compreende nada do que você está falando, não é mesmo? Pior: os cães desenvolveram um apurado sentido de interpretação gestual, mas não compreendem quase nenhuma palavra.

Se você fala “fica” para ele, mas inclina seu corpo para frente, eles interpretam que você quer que ele se aproxime. Até ele compreender que o “fica” é um comando para ele não se mexer, leva tempo. E tudo isso pode ser resolvido se você aprender gestos educativos, já que eles entenderão muito mais rapidamente o que você quer.

3 - Impedi-los de conhecer o mundo pelo olfato

Pode até ser que você goste de fazer caminhadas com seu cãozinho sempre ao seu lado, sem desgrudar da coleira. Porém, os cachorros necessitam cheirar tudo ao seu redor. Eles podem até ser obedientes quando você faz suas caminhadas, mas vão ficar muito mais felizes quando você os permitir explorar o caminho traçado. Variar as rotas também é muito importante para ele desbravar “novos mundos”.

4 - Contato visual enquanto se aproxima

Se você não conhece o cachorro e se aproxima dele encarando-o, as chances de isso não acabar muito bem são grandes. Eles entendem esse contato visual como uma forma de dominação e ficam desconfortáveis quando são encarados durante a aproximação de um estranho. O ideal é se aproximar com o corpo ligeiramente inclinado e olhar ligeiramente desviado do cachorro, assim ele vai entender que você não é uma ameaça.

5 - Forçar a interação social com outros cães e pessoas

Os cachorros criam uma escala de afinidades e, se tiver algum outro animal ou outra pessoa dos quais ele não gosta, é pior forçá-los a uma interação. A chance de isso acabar em mordida é bem grande. É preciso respeitar as vontades e relações que seu cãozinho estabelece ao longo da vida.

Isso é diferente, entretanto, de animais tímidos ou medrosos. Nesses casos, forçar a interação também não é a melhor solução. É preciso um adestramento para que eles possam estabelecer amizades com outros seres. Assim, quando eles descobrirem que não gostam de alguém ou de outro animal, isso não é medo, é só falta de afinidade.

Adaptado de Mother Nature Network

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top