Desastres naturais, guerras e até fatores econômicos, esses costumam ser os principais motivos capazes de fazer os habitantes de cidades inteiras desaparecerem. Depois do sumiço das pessoas, só restam as ruas, as casas e, claro, os vestígios dos hábitos locais.

1 - Pripyat, Ucrânia

Em abril de 1986, uma fusão nuclear em um reator em uma usina em Chernobyl causou uma explosão, que atingiu a cidade vizinha Pripyat. As chamas e o material radioativo lançados sobre a cidade fizeram com que os 49 mil moradores abandonassem o local.

As autoridades isolaram uma área de cerca de 30 quilômetros a partir da explosão, incluindo todo o território de Pripyat. Desde então o local permaneceu inabitado. Os níveis de radiação diminuíram nos últimos anos, o que permitiu visitas breves de moradores e curiosos. No entanto, de acordo com especialistas, ainda será necessário muito tempo até que a cidade volte a poder ser habitada.

2 - Fordlândia, Brasil

Muita gente não sabe, mas existe uma cidade fantasma no Brasil também. A Fordlândia, como o próprio nome indica, foi construída por Henry Ford em 1927. O local, uma enorme plantação de borracha no meio da selva, servia como fonte permanente de borracha para carros.

Ford projetou uma cidade industrial completa, com piscinas, prédios empresariais e um campo de golfe. Apesar da expectativa do magnata, as coisas não deram muito certo.

As árvores de onde era extraída a borracha foram infectadas por fungos e a produção foi prejudicada, além disso os operários não concordavam com as normas da cidade, como a proibição do álcool. Por conta disso, confrontos entre trabalhadores brasileiros e administradores americanos se tornaram comuns.

Henry Ford nunca visitou o local pessoalmente e vendeu a cidade para o governo brasileiro em 1945, mas os habitantes não permaneceram e rapidamente Fordlândia se tornou uma cidade fantasma.

3 - Oradour-sur-Glane, França

Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1944, a vila de Oradour-sur-Glane foi palco de um grande massacre. Cerca de 642 pessoas foram mortas e várias casas foram incendiadas. Apenas alguns moradores conseguiram escapar fugindo pela floresta ou se fingindo de mortos.

Outra comuna foi construída nas proximidades depois da guerra, no entanto o presidente francês Charles de Gaulle pediu que as ruínas da antiga cidade fossem mantidas no local, como um monumento às vítimas.

4 - Ilha Hashima, Japão

A Ilha Hashima, no litoral de Nagasaki, era uma colonia de exploração de carvão  fundada no século XIX. Durante muitas décadas ela foi um dos locais mais densamente povoados do planeta. No entanto, nos anos 50, quando as minas de carvão foram fechadas, a cidade foi imediatamente abandonada.

Desde então a cidade se encontra em ruínas, completamente abandonada. Ela foi aberta para turistas em 2009 e chegou a ser palco de gravações do filme 007 – Operação Skyfall, de 2012.

5 - Varosha, Chipre

Durante os anos 70, as prais de Varosha eram bastante frequentadas por milionários. A cidade turística era considerada com economia próspera. No entanto, em 1974, após a invasão turca ao Chipre a situação mudou. A invasão foi uma resposta ao golpe de estado nacionalista na Grécia.

Após o acontecido, os 15 mil habitantes de Varosha fugiram e deixaram tudo para trás. Como as disputas políticas não pararam, a cidade ficou atrás de barreiras fortemente protegidas e acabou padecendo. De acordo com especialistas, atualmente seriam necessários cerca de 12 bilhões de dólares para fazer com que a cidade possa ser habitada novamente.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top